A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Colunas / Desde 2001 e contando: talvez em 2017 os Mariners vão aos playoffs

Desde 2001 e contando: talvez em 2017 os Mariners vão aos playoffs

Após levar o time a 86 vitórias, é hora de pensar um pouquinho adiante. (Foto: Getty Images)

O Seattle Mariners é a equipe que está a mais tempo longe da pós-temporada. Desde 2001, os marinheiros não sabem o que é jogar com a emoção de outubro. E, desde então, foram várias alternativas e possibilidades e quase lás. De times horríveis a vaga perdida no jogo 162, os Mariners já passaram de tudo nessa seca. A temporada 2017 é, em algum tempo, a melhor chance da equipe chegar aos playoffs.

Porém, o caminho será tortuoso. Scott Servais, manager da equipe, realizou um bom trabalho ano passado. Quando todos os jogadores estavam disponíveis, chegou a liderar a divisão com folga e deu esperança que a seca seria encerrada. Lesões e falta de qualidade nas peças de reposição afastaram essa possibilidade e voltou-se a estaca zero.

E esse ano é decisivo foi as principais armas da equipe estão envelhecendo. Não será possível, por mais muito tempo, esperar grandes contribuições de Felix Hernandez, Hisashi Iwakuma e Nelson Cruz por exemplo. Nesta temporada, mais uma vez, a equipe depende deles para ir muito bem. Robinson Canó e Kyle Seager também não estão ficando mais jovens com o passar dos anos. Então o time precisa ir bem e precisa ir bem agora.

Um novo grupo de abridores para ajudar os dois veteranos, praticamente um novo bullpen e mais peças no campo externo e interno para qualificar um elenco que deixasse mais forte a última temporada. Jerry Dipoto, gerente geral da franquia, realizou 14 trocas nessa offseason visando isso. Um time que, com muitas apostas, anima para 2017. A briga na divisão é complicada já que Houston Astros e Texas Rangers também vão competir forte para uma vaga em outubro. Os outros rivais de divisão (A’s e Angels) não esperam muita coisa desse 2017.

Não é exagero colocar os Mariners como um postulante a vaga de wild card. Se vier algo além disso seria, além de muito lucro, uma baita história de Cinderela. Porém, é preciso ter os pés no chão e confiar no que Scott Servais tem planejado para a equipe.

PS.: Nas ligas menores, os Mariners contam com o brasileiro Thyago Vieira. O arremessador de relevo começa o ano da Double A, onde teve boa atuação em 2016. Vieira, que tem uma bola rápida capaz de ultrapassar as 100 milhas, precisa de maior desenvolvimento e controle dos arremessos para estar pronto. Caso tudo dê certo para o jogador, ele pode pintar nas Grandes Ligas ainda neste ano, mas a expectativa realista é que em 2018 ele faça parte do elenco principal da franquia.

Sobre Leonardo Parrela

Tem 21 anos. Estudante de jornalismo, "corneta ambulante" para todos os esportes e grande fã do beisebol.

Veja também

Neverauskas será o primeiro lituano a jogar nas Grandes Ligas. (Foto: Getty Images)

Pirates chamam e Neverauskas será o primeiro jogador lituano a atuar na MLB

Arremessador Dovydas Neverauskas foi chamado para a equipe principal dos Pirates e se tornará o primeiro jogador da Lituânia a atuar nas Grandes Ligas

'