A huge collection of 3400+ free website templates JAR theme com WP themes and more at the biggest community-driven free web design site
Home / Beisebol Internacional / Sadaharu Oh, o rei dos home runs e um dos maiores de todos os tempos

Sadaharu Oh, o rei dos home runs e um dos maiores de todos os tempos

Sadaru Oh com o bastão

Muito se fala de números no esporte, como quem são os jogadores de futebol que mais fizeram gols na história, e nomes como Pelé, Puskas e Romário sempre aparecem entre os maiores goleadores. E no beisebol, nomes como Barry Bonds, Hank Aron e Babe Ruth sempre aparecem como os jogadores que mais bateram home runs na história. Mas existe um lendário jogador que bateu mais home runs do que qualquer outro, seja da NPB ou MLB: Sadaharu Oh.

Sadaharu OhNascido no dia 20 de maio de 1940, na Província de Sumida, em Tóquio, Sadaharu Oh, sendo chamado em chinês de Wang Chen-chih, é um sino-japonês, filho de pai chinês e mãe japonesa, e desde cedo mostrou talento no beisebol. E tudo começou no sagrado estádio Koshien.

Oh estudou todo o Ensino Médio no colégio Waseda Jitsugyo High School, e durante os três anos que passou por lá, chegou às finais do Torneio de Beisebol Colegial do Japão, disputadas no Koshien. Nas duas primeiras aparições, Oh pouco participou e viu seu colégio amargar dois anos de fracasso, mas no seu último ano de Ensino Médio, Oh se tornara o ace da sua equipe — sim, Oh começou sua trajetória no beisebol como arremessador do seu colégio.

Pouco antes do início das finais, Oh estava com bolhas nos dedos e decidiu que era melhor esconder isso de todos do seu time, com o intuito de não abalá-los. No primeiro jogo das finais, mesmo com as bolhas nos dedos, Oh arremessou o jogo inteiro, e sua equipe acabou vencendo. Durante a partida, o catcher viu manchas de sangue nas bolas, mas também decidiu ocultar isso de toda a equipe. No segundo jogo, também arremessou e levou a sua equipe para o quadrangular final.

Na noite anterior ao jogo que daria vaga à grande final, as bolhas nas mãos do canhoto estavam muito piores, e as dores estavam mais intensas, mas, mesmo assim, Oh conseguiu arremessar e levou o seu colégio à grande final. Devido ao esforço nos três jogos, Oh já não tinha mais sensibilidade nas pontas dos dedos, e estava convencido de que não poderia jogar a grande decisão, mas durante a transmissão do último jogo de Oh, seu pai percebeu que havia algo errado com ele, e viajou mais de 560 quilômetros para se encontrar o seu filho, e então levar um remédio caseiro preparado com ervas, e, milagrosamente, o remédio surtiu efeito e Oh poderia arremessar na grande decisão. Ele se mostrou dominante durante toda a final, e conduziu o seu colégio ao tão sonhado título do Torneio de Beisebol Colegial do Japão, no lendário Koshien.

Pelo belo desempenho apresentado durante o Torneio de Beisebol Colegial do Japão, Sadaharu Oh recebeu uma proposta do poderoso Yomiuri Giants, tetra campeão da Japan Series, na época, para começar a treinar assim que completasse 18 anos e estivesse em dia com suas obrigações militares. E isso aconteceu em 1959, quando tinha 19 anos, Oh se juntou ao elenco dos Giants e começou a treinar como arremessador, mas seu treinador da época, Hiroshi Arakawa, logo percebeu que o garoto tinha um bom aproveitamento no bastão e possuía um swing diferenciado, e então Arakawa sugeriu que começasse a treinar como primeira base, pois a concorrência no montinho era muito grande, e então, o novato acatou a sugestão do seu treinador e começou a treinar como primeira base, e a treinar o fundamento de rebatida mais arduamente.

Chegara o dia da sua estreia, Oh era o nono rebatedor da rotação titular do Yomiuri Giants, que enfrentara o Kokutetsu Swallows (atual Tokyo Yakult Swallows), mas para o azar de Oh, o arremessador do Swallows naquele fatídico dia era ninguém menos do que o lendário Masaichi Kaneda, e Oh sofreu três strikeouts em suas três aparições no bastão naquele dia. E no seu ano de estreia, Oh teve boas atuações defensivas, e conseguiu fechar a temporada com 31 rebatidas simples, sete duplas, uma tripla, sete home runs e 35 corridas impulsionadas, mas também teve que amargar a derrota na Japan Series para o Nankai Hawks (atual Fukuoka SoftBank Hawks). No ano de 1960, Oh teve um desempenho pouco melhor do que o seu ano de estreia. E em 1961, Oh obteve o seu primeiro título da Japan Series, quando o Yomiuri Giants venceu o Nankai Hawks.

ohSadaharu Oh possuía uma forma bem peculiar de rebater. Ele rebatia como canhoto, e então, antes do swing, ele levantava sua perna direita para lhe dar mais equilíbrio, e então, Hiroshi Arakawa o apelidou de “Flamingo”, devido ao seu jeito “estranho” de rebater, que mais tarde seria utilizado por todos os rebatedores do Japão e do mundo.

Em 1962, Oh se tornou titular do Yomiuri Giants, e o seu desempenho no bastão aumentou muito, em comparação às três temporadas anteriores. Oh conseguiu 135 rebatidas simples, 28 duplas, 2 triplas, 38 home runs e 85 corridas impulsionadas, mas, mesmo assim, o Yomiuri Giants não conseguiu se sagrar campeão de nada, o que viria a mudar no ano seguinte, quando Oh tem um desempenho melhor que o anterior, e conduz o seu time rumo ao título da Japan Series, vencendo na final o Nishitetsu Lions (atual Saitama Seibu Lions).

Em 1964, Oh atingiu a incrível marca de 55 home runs, uma marca que nunca foi superada. Mas isso não foi o suficiente para o Yomiuri Giants conquistar a Japan Series, mas no ano seguinte, uma grande dinastia dos Giants começaria.

Em 1965, o Yomiuri Giants montou um time recheado de estrelas, contratando até o grande arremessador da época, Masaichi Kaneda. E de 1965 a 1973, o Yomiuri Giants reinou absoluto na NPB, vencendo as nove Japan Series. De 1959 a 1973, o Yomiuri Giants se sagrou campeão de onze Japan Series, uma das maiores hegemonias do esporte. Oh manteve seu excelente desempenho defensivo e ofensivo, e no final daquele ano de 1973, Oh já tinha a incrível marca de 585 home runs na carreira.

Em 1974, o Giants se desfez de alguns dos jogadores daquele incrível time, fora os que já haviam se aposentado, e o time não conseguiu nenhum título da Japan Series de 1974 ao 1980, mas os números de Oh se mantiveram muito altos. E em 1980, ao término daquela temporada, decidiu se aposentar como jogador.

Em seus 22 anos de carreira como jogador de beisebol profissional, Oh conquistou onze Japan Series (1961, 1963, 1965, 1966, 1967, 1968, 1969, 1970, 1971, 1972, 1973), e foi eleito nove vezes o MVP da Central League (1964, 1965, 1967, 1969, 1970, 1973, 1974, 1976, 1977).

Segue os incríveis números do canhoto Sadaharu Oh, como jogador profissional:

numeros-sadaharu-oh

Um anos após se aposentar, em 1981, Sadaharu Oh decidiu começar uma carreira como treinador, e recebeu uma proposta para ser o treinador do time em que jogou por toda a carreira, e então, ele se tornou o treinador do Yomiuri Giants, que estava há sete anos sem conquistar a Japan Series. E logo em seu primeiro ano como treinador, levou o Yomiuri Giants até a Japan Series. O adversário era o Hokkaido Nippon-Ham Fighters, e em seis grandes jogos, os comandados de Oh se sagraram campeões da Japan Series, vencendo os Fighters por 4-2, no aglomerado.

Dois anos depois, em 1983, Oh conseguiu levar o Yomiuri Giants de novo a Japan Series, mas dessa vez, enfrentara o atual campeão Saitama Seibu Lions, e os comandados de Oh sucumbiram diante dos Lions, e perderam a Japan Series por 4-3, no aglomerado. E em 1987, o Yomiuri Giants perderia mais uma vez a Japan Series para o Saitama Seibu Lions, dessa vez por 4-2, no aglomerado. E em 1988, depois de uma fraca campanha com a franquia de Tóquio, Oh deixou o comando da equipe.

Alguns anos mais tarde, em 1995, Sadaharu Oh recebeu a proposta para comandar uma equipe da Pacific League, o Fukuoka Daiei Hawks (atual Fukuoka SoftBank Hawks), e ele aceitou a oferta. O time estava em processo de renovação de elenco, e as quatro primeiras temporadas com Oh no comando foram temporadas ruins. Mas em 1999, o Fukuoka Daiei Hawks montou um excelente time e conseguiu vencer a Pacific League, chegando a Japan Series, onde enfrentaria o Chunichi Dragons. O Hawks dominou sem maiores problemas a Japan Series, e ali, Oh se sagrava campeão da Japan como treinador pela segunda vez.

No ano seguinte, em 2000, o Fukuoka Daiei Hawks chegava mais uma vez a Japan Series, e o seu adversário era um velho conhecido de Oh, o Yomiuri Giants. E com seis grandes jogos, o Yomiuri Giants venceu os comandados de Oh, e se sagrou campeão da Japan Series. Em 2003, o Fukuoka SoftBank Hawks chegou de novo a Japan Series, mas dessa vez, tinha como adversário o Hanshin Tigers, e em uma das melhores decisões da história da NPB, os Hawks venceram os Tigers por 4-3, no aglomerado, e ali, Oh se sagrava tri campeão da Japan Series como treinador.

Em 2006, Sadaharu Oh foi convidado para ser o treinador do Japão na World Baseball Classic, e ele aceitou. Durante toda a competição, o Japão se mostrou a equipe mais equilibrada tanto defensiva como ofensivamente, e na grande finalíssima que foi disputada no Petco Park, estádio do San Diego Padres, a equipe japonesa superou a equipe cubana, vencendo por 10-6, e ali, Sadaharu Oh se sagrava o primeiro treinador campeão da World Baseball Classic. Depois disso, Oh continuou treinando o Fukuoka Daiei Hawks até 2008, seu último ano como treinador.

Como treinador, Oh foi campeão três vezes da Japan Series (1981, 1999 e 2003) e três vezes vice (1983, 1987 e 2000). A marca de 55 home runs numa mesma temporada de Sadaharu Oh, obtida em 1964, foi igualada apenas em 2002 pelo venezuelano Alex Cabrera, na época, primeira base do Saitama Seibu Lions.

Sadaharu Oh foi inserido no Hall da Fama do beisebol japonês em 1994, e muitos o apontam como o melhor rebatedor de todos os tempos. Oh também é o jogador como mais home runs na história, 868 no total. O segundo jogador como mais home runs é o norte-americano Barry Bonds, que tem 762, 102 a menos que Oh. Hoje, ele é o presidente do Fukuoka SoftBank Hawks.

Sobre Raul Bismarck

Brasiliense, formado em Sistemas de Informação, fã de beisebol e futebol. Torcedor fanático do Fluminense, do Boston Red Sox e do Hokkaido Nippon-Ham Fighters. E um grande fã de animes e mangás.

Veja também

Logo em sua primeira temporada nos Dodgers, Roberts levou o time à NLCS. (Foto: Getty Images)

Dave Roberts: um manager em ascensão

Em seu segundo ano nos Dodgers, Dave Roberts busca o sucesso no desafio de comandar o time de maior folha de pagamento da liga

'